• Jorge E. L. Tinoco

Gestão de Restauro - boas práticas

Atualizado: Mai 22

As boas práticas no âmbito da conservação do patrimônio construído são aquelas que privilegiam condutas que garantam a integridade e a autenticidade do bem cultural.


A “boa prática” não deve ser considerada apenas um termo da moda para designar simplesmente um processo ou uma metodologia que representa a forma mais eficaz de atingir um objetivo específico. O termo deve, preferencialmente, ser empregado no plural “boas práticas”, pelo fato de ser discutível se existe uma abordagem única e melhor para se atingir um fim. Uma definição adequada é de que as boas práticas são aquelas que têm provado trabalhar bem e produzir bons resultados e que, portanto, podem ser recomendadas como modelos.


As boas práticas amparam-se nos preceitos contemporâneos da significância do bem cultural e da sustentabilidade das intervenções. A questão da significância respalda-se nos valores que o objeto carrega, nos atributos intrínsecos à memória coletiva ao qual pertence ou que foram declarados quando da sua classificação como bem cultural a ser preservado. A sustentabilidade, em termos práticos, consiste nas maneiras de se pensar e se agir sobre o patrimônio com a inteligência necessária à economicidade dos recursos associada às condutas da mínima intervenção e às ações de inspeções periódicas e manutenções preventivas.


#boaspraticas #gestaoderestauro

Você pode solicitar mais informações

Apoio:

O Portal Gestão de Restauro é administrado pela equipe do CECI-Educação  @2020

  • Gestão de Restauro CECI
  • CECI-Educação
  • Jorge E. L. Tinoco
  • Ícone do Twitter Cinza
  • Ícone do Facebook Cinza
  • Ícone do Instagram Cinza