• Jorge E. L. Tinoco

Conservar é um dever, restaurar uma opção

Atualizado: Jun 5

Uma verdade esquecida há décadas pelas instituições de preservação do patrimônio cultural construído no país. Embora o país tenha subscrito a Carta de Veneza em 1964, na Itália, desde então, nunca organizou uma campanha ou estimulou a criação de programas junto às demais unidades governamentais para se promover a conservação.

Alias, quando se analisam os textos dos teóricos e de alguns encontros de expertos anteriores à década de 1960, assim como os posteriores, as condutas que privilegiam a conservação sempre foram objetos de recomendações e a restauração considerada como ação excepcional.

O CECI - Centro de Estudos Avançados da Conservação Integradas associou-se, desde sua criação em 1997, às instituições e profissionais com vistas à desenvolver a consciência, o conhecimento e a prática social da conservação integrada do patrimônio cultural e ambiental nas cidades, dentro da perspectiva do desenvolvimento sustentável. Neste sentido, a instituição aplicou, e continua aplicando, cursos cujos objetivos focam a capacitação de profissionais nos princípios da conservação, garantindo-se a integridade e a autenticidade dos bens.

Considero a Declaração de Amsterdam como um dos mais importantes documentos internacionais sobre a conservação integrada. Deixo aqui os link para acessar a declaração e livros que tive a oportunidade de participar:

The Declaration of Amsterdam - 1975

A Future for our Past

FORTY YEARS AFTER THE MANIFEST OF AMSTERDAM: Reflections on the past, present and future of Integrated Conservation


#conservação

#conservacaointegrada

#restauração


Você pode solicitar mais informações

Apoio:

O Portal Gestão de Restauro é administrado pela equipe do CECI-Educação  @2020

  • Gestão de Restauro CECI
  • CECI-Educação
  • Jorge E. L. Tinoco
  • Ícone do Twitter Cinza
  • Ícone do Facebook Cinza
  • Ícone do Instagram Cinza