top of page

Leitura recomendada - Técnicas Tradicionais


Nas aulas dos cursos de curta e longa durações que ministro aqui no Gestão de Restauro sempre alerto aos participantes a importância de o profissional dispor do mais amplo conhecimento sobre os materiais, as técnicas e os sistemas construtivos tradicionais. Particularmente para os arquitetos e engenheiros que se propõem intervir nas edificações históricas seja elaborando projetos ou executando serviços de manutenção, conservação ou restauro. Faço sempre uma analogia simples, mas forte sob o ponto de vista da realidade, comparando o profissional conservador a um médico, dizendo assim: quero saber qual a pessoa que deseja se consultar ou fazer uma cirurgia com um médico de desconheça a anatomia e a fisiologia? Evidentemente que, só quem desconhece a capacidade de um médico que não domina esses dois campos fundamentais da medicina vai se sujeitar numa consulta. Bem, mutatis mutandis não se pode conceber que um conservador de bens culturais construídos venha desconhecer os diversos sistemas, técnicas e materiais de construção do passado. Como sem esse conhecimento ele poderá diagnosticar as manifestações, as causas operantes e predisponentes, as origens e a natureza dos danos numa edificação?

Neste sentido, disponibilizo uma lista de livros, textos - bibliografia, onde o profissional terá a oportunidade de conhecer, além dos sistemas, as técnicas e os materiais utilizados nos componentes e elementos construtivos e artísticos das edificações do passado.

As práticas mais exitosas de manutenção, conservação e restauro do patrimônio cultural construído têm comprovado que, a profundidade no conhecimento do “como foi construído” é indispensável para se remediar e corrigir as alterações e os danos manifestados pelo tempo e usos.

Tenho a convicção que as referências bibliográficas ora apresentadas irão estimular os colegas para se aprofundarem nas pesquisas sobre como se construía no passados, conhecendo as especificações e os encargos (ou condições, como eram denominados os encargos no passado) de serviços de construção de edifícios. Seja por necessidade profissional para atuar bem no Mercado ou apenas por eleição de um tema para uma pós-graduação (mestrado ou doutorado), há muito material para se investigar e elucidar sobre as técnicas construtivas tradicionais.

Apresento algumas indicações de livros e textos sobre as técnicas construtivas tradicionais que devem ser objeto de leitura pelos profissionais da conservação e do restauro em razão de esclarecerem o Como foram construídas as edificações do passado.

Informo que, as publicações aqui listadas, por ordem cronológica, estão disponíveis para consultas na biblioteca do CECI, restritas para especialistas em razão de alguns estarem com as páginas e encadernações fragilizadas pelo tempo. Entretanto, embora esgotadas e muitas sem previsões de reimpressões podem ser encontrados em bibliotecas públicas, particulares ou alfarrabistas (sebos).

Os livros mais usados para a obtenção de conteúdos sobre as técnicas construtivas tradicionais concentram-se em tratados, manuais, guias que orientavam os construtores do passado no “como fazer” a construção. Evidentemente, há publicações mais recentes, a partir dos meados da década 1930, referenciando os termos especificação e caderno encargos . Também, a partir dos últimos anos da década seguinte, surgiram novos autores com títulos sobre construção para instruir engenheiros, arquitetos e construtores, trazendo materiais, técnicas, ferramentas e equipamentos mais modernos à medida das inovações tecnológicas do pós-guerra. Nas décadas que se seguiram 1960, 70 e 80, algumas repartições públicas desenvolveram publicações restritas aos profissionais dos órgãos e dos construtores contratados para embasar e orientar as especificações e os encargos como as preparadas pelo Departamento Nacional de Estradas e Rodagem – DNER, criado em 1937, pelo Departamento Nacional de Obras Contra as Secas – DNOCS (1945), pelo Instituto Nacional de Previdência Social – INPS (1966), pelo Banco Nacional da Habitação – BNH (1964), e pelas companhias estaduais de habitação. E, até mesmo, pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional – IPHAN, que no início da primeira década deste século, lançou manuais e cadernos de encargos pelo Programa Monumenta/BID .

Seguem as referências em ordem cronológica das publicações. Pode haver repetições de referências, mas correspondem a edições de datas diferentes. Neste caso, o objetivo é mostrar a evolução das técnicas e dos materiais que foram surgindo ao longo do tempo.

FORTES, Manoel de Azevedo in O Engenheiro Portuguez. Dois tomos, impresso por Manoel Fernandes da Costa, Lisboa, 1728.

DIDEROT, Denis et D’ALEMBERT, Jean le Rond in Encyclopédie ou Dictionnaire raisonné des sciences, des arts et des métiers. 17 vols. 1751-1772. Disponível em: <https://gallica.bnf.fr/ark: /12148/bpt6k50533b.texteImage>. Acesso e impressão em: mai. 2022. (fac-simile), vários volumes, Ed. Sirven Grafic, Barcelona, 1988.

RAINVILLE, César de, in O Vinhola Brazileiro – Novo Manual, Prático do Engenheiro, Pedreiro, Carpinteiro, Marceneiro e Serralheiro. Rio de Janeiro, 1880.

CLAUDEL, j. et LAROQUE, L., in Pratique de L’Art de Construire – Maçoonnerie Terrasse et Platrerie. Ed. Dunod, Paris, 1880.

PEREZ, Antonio Sanchez, in Manual del Cantero y Marmolista. Ed. Biblioteca Enciclopédica Popular Ilustrada, Madrid, 1884.

DENFER, J, in Couverture des Édifices, Libraire Gauthier-Villars et Fils. Paris, 1893.

REBOLLEDO, D. José A., in Manual del Constructor. 4ª ed., Ed. Sáenz de Jubera, Madrid, 1893.

MARTÍ, Manuel Gonzáles, in Manual Forjador, Herrero y Cerrajero. Ed. Librería de D. Léon, Madri, 1893.

LOBEZ, Don Florencio Ger y, in Tratado de Constuccion Civil. E. La Minerva Extremeña, Ba-dajoz, ES, 1898

OSLET, Gustave,in Traité de Charpente em Fer. Ed. Georges Fanchon, Paris, 1898.

VASCONCELLOS, Joaquim, in Indústria de Cerâmica, Biblioteca de Instrução Profissional – BIP, Livraria Bertrand, Lisboa, 1907.

COLARES, José Pedro dos Reis, in Manual do Marceneiro. Biblioteca de Instrução Profissional – BIP, 2ªEdição, Livraria Bertrand, Rio de Janeiro, (s.d.)

VINHOLA, in Tratado Pratico Elementar de Architectura ou Estudo das Cinco Ordens. Livraria Garnier, Paris, s.d.

SEGURADO, João Emílio dos Santos, Biblioteca de Instrução Profissional – BIP, vários volu-mes, Livraria Bertrand, Lisboa, (s.d.):

Construção Civil

Edificações

Manual do Formador e Estucador

Manual do Fundidor

Acabamentos das Construções

Terraplanagens e alicerces

Manual do Ferreiro

Alvenaria e Cantaria

Cimento armado

Trabalhos de Serralheria Civil

Cerralheria Civil

Trabalhos de Carpintaria Civil

Encanamentos e Salubridade das Habitações

Elementos de eletricidade

Manual Elementar de Hidráulica

Manual de serralharia mecânica

Industria do Vidro

BARROS, Cornélio de & MARQUES, Azevedo, in Auxiliar do Constructor. 3ª ed., Editora Li-vraria Francisco Alves, Rio de Janeiro, 1908.

DENFER, J, in Architecture et constructions civiles. Charpente en bois et menuiserie (2e édition revue et augmentée). Encyclopédie des Travaux Publics, Libraire Gauthier-Villars et Fils, Paris, 1910.

Revista Polytechnica, n. 134, São Paulo, 1910.

BARBEROT, E., in Traité de Constructions Civiles. Paris, Libraire Polytechnique, 1912.

COHEN, David Xavier, in Bases para Orçamentos. Ed. J. Rodrigues & Cia., Lisboa, 1913.

LEVI, Carlos, in Construccion de Casas. Ed. Gustavo Gili, Barcelona, 1919.

OULTRAM, J.F in Manual del Aparejador Albañil – Guía práctica para la organización, replanteo y ejecución de obras. Ed. Gustavo Gili, Barcelona, 1921.

BACKHEUSER, Everardo. In Pequena caderneta para reconhecimento rápido de rochas e glossário de termos geológicos e petrographicos. Editora Livraria Scientífica Brasileira, Rio de Janeiro, 1924.

GOFFI, Valentín in Manual del modelista mecánico del carpintero y del ebanista. Ed. Gustavo Gi-li, Barcelona, 1924.

BONICELLI, Enrico, in Stili di Architettura. Ed. Torino Casa Editrice, Itália, 1926.

CASALI, I. in Modelos de Construções Econômicas – Casas Baratas, Vilas e Fazendas. Ed. Gustavo Gili, Barcelona, 1926.

MARKS, Percy L., in Tratado Analitico para uso de Arquitectos y Construtores. Ed. Gusto Gili, Barcelona, 1926.

─ in Composición de Plantas de Edificios. Ed. Gustavo Gili, Barcelona, 1926.

OSANN, Bernardo, in Tratado de Fundicion del Hierro y del Acero. Ed. Gustavo Gili, Barcelona, 1926.

REBOLLEDO, D. José A., in Manual del Constructor. 6ª ed., Ed. Librería Internacional de Ro-mo, Madrid, 1926.

WALBE, H., in Construcciones en ladrillo y piedra. Editorial Labor, Barcelona, 1927.

ALMEIDA JUNIOR, Joaquim Leite Ribeiro, in Methodo de Construcção de Estradas no Brasil. Empresa Gráfica Editora, Rio de Janeiro, 1928.

BARBEROT, Etienne et GRIVEAUD, L, in Tratado de Cerrajería. Ed. /Gustavo Gili, Barcelo a, 1932

SZÁSZ et SCHULZ, Emeric E. C et Henrique, in Vademecum da Construção. São Paulo, 1938.

COSTA, Paulo, in Caderno de Encargos para Construção de Edifícios. Ed. Rodrigues e Cia, 1939; 2ª edição em 1943; 3ª ed. em 1947; 7ª ed. em 1957; 8ª ed. em 1962.

BONASTRE, José Serrat, in La Forja com Estampa – Trabajos de Taller – Guia Práctica del Mecánico Moderno. Ed. Labor, Buenos Aires, 1943.

OULTRAM, J. F. in Manual del Aparejador Albanil. Ed. Gustavo Gili, Barcelona, 1944.

BÁRBEROT, Jean Etienne Casimir, in Tratado Práctico de Carpintería. Ed. Gustavo Gili, Barcelona, 1946.

E. P. S., Biblioteca Profesional Saleiana in Manual del Carpintero-Ebanista. Vol. 1 e 2, Ed. Gustavo Gili, Barcelona, 1947

MOHR, Silvio in Tratado Practico de Construccion, Gustavo Gili, Barcelona, 1947

ALBUQUERQUE, Alexandre, in Construções Civís, 2ª ed. São Paulo, 1948

S/Autor, Manual del Carpintero-ebanista: Tomo I: Carpinteria de Obra; Tomo II: Maquinaria y Ebanistería. Ed. Librería Salesiana, Barcelona, 1948.

BARBEROT, E., in Tratado Práctico de Edificación. tradução de Lino Álvarez Valdés, 3ª ed., Ed. Gustavo Gili, Barcelona, 1951

MACKENZIE, Faculdade, in Caderno de Encargos. Departamento de Publicações Horácio La-ne, 1953.

CARICCHIO, Leonardo Mário, in Construção Civil. 6 vol. Ed. Olímpica, 1955-1959

HASSEKIEFF, L. M. e BIEDERMANN, A. in Tratado Moderno de Fundición de Metales no Férreos, Hornos Eléctricos y Ensayo de los Metais. Ed. José Montesó, Buenos Aires, 1955.

PIANCA, João Baptista, in Manual do Construtor. 1ª ed. Editora Globo, Porto alegre, 1955.

KIDDER, Frank E., in Manual del Arquitecto e del Constructor. Tradução Santiago Alonso, Mé-xico, 1957.

PINI, Roberto Luiz, in Tabela de Composições Preços para Orçamentos – TCPO. Ed. PINI, São Paulo, 1961 (várias edições anos posteriores).

HÜTTE, Academia de Berlín, in Manual del Ingenniero. Tradução da 28ª edição alemã por Rafael Hernández, Ed. Gustavo Gili, 1965.

LOUREIRO, Arthur A. et SILVA, Marlene Freitas da, in Catálogo das Madeiras da Amazônia. 2 vols., Ed. Superintendência do Desenvolvimento da Amazônia – SUDAM, Belém, 1968.

VIGORELLI, Rino, in Manual do Construtor, tradução de Torrieri Guimarães, Ed. Hemus, 1969.

CORONA, Eduardo & LEMOS, A. C., in Dicionário da Arquitetura Brasileira. Editora EDART, São Paulo, 1972.

DOP, Departamento de Edifícios e Obras Públicas, Manual Técnico do Dop - Caderno de Encargos de Edificações, tomo III, 1976.

INPS – Instituto Nacional de Previdência Social, in Caderno de Encargos. Vols. I e II, ed. Gov. do Brasil, 1976.

BORGES, Alberto de Campos, in Prática das Pequenas Construções. 2 vol. Ed. Edgard Blücher Ltda., São Paulo, 1978.

ALVES, José Dáfico, in Materiais de Construção. Ed. Livravia Nobel, São Paulo, 1978.

PIANCA, João Baptista, in Manual do Construtor. 6 vols. 14ª ed., Editora Globo, Porto alegre, 1978.

GONZALES, Gerardo Mayor, in Teoria e Problemas de Materiais de Construção – 171 problemas resolvidos. Tradução Celso Parcionick, Ed. McGraw-Hill do Brasil, São Paulo, 1978.

CHAVES, Roberto in Como Construir sua Casa. Edições de Ouro, Rio de Janeiro, 1979.

RODRIGUES, José Wasth, in Documentário Arquitetônico relativo à antiga construção no Brasil. São Paulo, Ed. da USP, 1979.

VASCONCELOS, Sylvio de, in Arquitetura no Brasil: sistemas construtivos, Ed. da UFMG, Belo Horizonte, 1979.

BAUER, Falcão, in Materiais de Construção. Ed. Livro Técnicos e Científicos, Rio de Janeiro, 1980.

MOLITERNO, Antônio, in Caderno de Projetos de Telhados em Estruturas de Madeira. Ed. Ed-gard Blücher Ltda., 1981.

BANCO DO BRASIL, Departamento de Engenharia – DENGE, in Caderno Geral de Encargos. Ed. Banco do Brasil S/A, 1983.

RIPPER, Ernesto, in Como Evitar Erros na Construção. Ed. PINI, São Paulo, 1984.

TACLA, Zake, in O Livro da Arte de Construir, Ed. Unipress, São Paulo, 1984.

DASP – Departamento Administrativo do Serviço Público, in Práticas SEDAP – Exigências mínimas de aceitabilidade na construção, conservação e demolição de edifícios públicos. Governo Federal, 1985.

MOTTA, Lidenor de Mello, in Especificação. Ed. do autor, 1985.

IPLAN/RIO - Instituto Municipal de Arte e Cultura – Corredor Cultural: como recuperar, reformar ou construir seu imóvel. Ed. RIOARTE, Rio de Janeiro, 1985.

DIDEROT, Denis et D’ALEMBERT, Jean le Rond in Encyclopédie ou Dictionnaire raisonné des sciences, des arts et des métiers. 17 vols., fac-simile), Ed. Sirven Grafic, Barcelona, 1988.

PINHEIRO, Luiz Eduardo, in Manual de Obras em Edificações Preservadas. Vol. 1, Departamento Geral de Patrimônio Cultural, 1991.

HELENE, Paulo R. L., in Manual para Reparo, Reforço e Proteção de Estruturas de Concreto. Editora PINI, 2a ed. São Paulo, 1992.

ALMEIDA, Frederico Faria Neves, Telhados e Estruturas, Apostila do Curso Formação Profissional e Emprego, 2000.

GUEDES, Milber Fernandes, in Caderno de Encargos. PINI editora, 4ª ed., São Paulo, 2004.

IPHAN - Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, in Manual de Conservação de Cantarias. Ministério da Cultura, Programa Monumenta/BID, Brasília, 2005.

Manual de Elaboração de Projetos. Cadernos Técnicos no 1, Ed. Ministério da Cultura, Programa Monumenta/BID, Brasília, 2005.

Cadernos de Encargos. Cadernos Técnicos no 2, Ed. Ministério da Cultura, Programa Monumenta/BID, Brasília, 2005.

Madeira – Uso e Conservação. Cadernos Técnicos no 6, Ed. Ministério da Cultura, Programa Monumenta/BID, Brasília, 2006.

Manual de Conservação e Intervenção em Argamassas e Revestimentos à Base de Cal. Cadernos Técnicos no 8, Ed. Ministério da Cultura, Programa Monumenta/BID, Brasília, 2008.

RICHARDSON, M. T. in Practical Blacksmithing. 4 volumes em 1, Ed. Quarto Publishing Group USA Inc, 2017


62 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page